Bruno Schmidt e Pedro Solberg vão à semifinal em SP

Bruno Schmidt e Pedro Solberg venceram um duelo brasileiro com Alison e Emanuel nesta sexta-feira e garantiram vaga nas semifinais da chave masculina do Grand Slam de São Paulo, etapa do Circuito Mundial de Vôlei de Praia, que está sendo disputado em quadras montadas no Parque Villa-Lobos. Assim, eles passaram a ser a única dupla do Brasil que segue na disputa do título.

AE, Agência Estado

11 de outubro de 2013 | 19h54

Curiosamente, as semifinais deste sábado em São Paulo terão um duelo entre as duas melhores duplas da temporada. Em segundo lugar no ranking, Bruno Schmidt e Pedro Solberg vão enfrentar os letões Smedins e Samoilovs, que ocupam a liderança. Enquanto isso, Herrera/Gavira (ESP) e Dalhausser/Jennings (EUA) também se enfrentam em busca da vaga na final marcada para domingo.

Fazendo campanha perfeita, Bruno Schmidt e Pedro Solberg já tinham vencido os três jogos da primeira fase nos dois dias anteriores e mantiveram a invencibilidade nesta sexta-feira. Primeiro, derrotaram os casaques Sidorenko e Dyachenko nas oitavas de final (21/14 e 21/15). Depois, ganharam o duelo brasileiro nas quartas de final, fazendo 21/19 e 21/12 em Alison e Emanuel.

"Teremos a torcida do nosso lado como um terceiro jogador e vamos jogar juntos", disse Pedro Solberg, ao projetar o duelo na semifinal deste sábado contra os líderes do ranking. "Temos que aumentar a nossa paciência e buscar um voleibol cada vez mais agressivo. Precisamos transformar essa pressão que existe sobre a nossa dupla em motivação", completou Bruno Schmidt.

ELIMINAÇÕES - Antes da queda de Alison e Emanuel nas quartas de final, outras duas duplas brasileiras perderam nesta sexta-feira, dando adeus precoce na competição - ambas caíram na repescagem. Ricardo e Álvaro Filho foram superados pelos casaques Sidorenko e Dyachenko (21/17 e 21/16) e Thiago e Oscar tiveram derrota para os poloneses Kantor e Losiak (23/21 e 21/18).

Tudo o que sabemos sobre:
vôlei de praiaCircuito Mundial

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.