Bruno Senna erra na largada, bate e termina em 13º

Brasileiro cumpre punição após colidir sua Renault com o carro do espanhol Alguersuari. ''Vou pedir desculpas''

Livio Oricchio, O Estado de S.Paulo

29 de agosto de 2011 | 00h00

SPA

A corrida de Bruno Senna, na sua estreia na Renault, não teve o brilhantismo do trabalho no treino classificatório, quando obteve o sétimo lugar no grid, sob clima que variou entre chuvoso e seco.

Já na largada do GP, Bruno se envolveu em um acidente que gerou não apenas o abandono do espanhol Jaime Alguersuari, da Toro Rosso, depois de excelente sexto tempo, sábado, o seu melhor resultado, como uma punição ao brasileiro. Teve de cumprir um drive through.

"Vou ligar para o Jaime e pedir desculpa", disse Bruno. Na freada da primeira curva, travou as rodas e seguiu em frente, danificando o carro do espanhol. "Nunca tinha simulado uma largada no seco com o carro da Renault. Choveu o tempo todo aqui em Spa, só hoje (ontem) tivemos pista seca", disse.

"O comportamento do carro com 150 quilos de gasolina é muito diferente, bem como o uso dos freios. Infelizmente, tive de aprender tudo isso da pior maneira possível", comentou. O carro, no entanto, não foi afetado a ponto de tirá-lo da prova. Ele recebeu a bandeirada em 13.º, na mesma volta do vencedor. "Para a próxima etapa (Monza), sinto-me bem mais confiante", disse.

Felipe Massa, da Ferrari, obteve o 8.º lugar. "Os pneus dianteiros se degradaram rápido, fazendo com que eu perdesse tempo na curva de acesso à reta da Eau Rouge, onde poderia ultrapassar o Nico Rosberg", explicou. A exemplo de outras etapas, perdeu muito tempo atrás do alemão. "E depois tive de fazer um pit stop a mais por causa de um furo no pneu traseiro."

Rubens Barrichello, da Williams, da mesma forma, não esteve bem, ao terminar em 16.º.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.