Button diz já estar estressado

O líder do Mundial, Jenson Button, da Brawn GP, vencedor de quatro das cinco etapas este ano, deu uma entrevista, ontem, em Mônaco, no mínimo curiosa: "Vencer tanto assim é estressante. Quando não tinha carro para lutar pela vitória desfrutava de meus momentos de relaxar. Agora isso não é mais possível", afirmou. E Sebastian Vettel, da Red Bull, o outro vencedor no campeonato, não disfarçava, ontem, a vontade de acelerar hoje, nos primeiros treinos livres da sexta etapa do Mundial, o novo carro da equipe, o último a incorporar o difusor duplo. "Se ganharmos dois décimos de segundo será ótimo porque o RB05 já é bem competitivo." Os dois se apresentam, com Rubens Barrichello, como os candidatos com maiores chances de vencer nas ruas de Monte Carlo, como gostam de dizer os pilotos, embora Monte Carlo seja apenas uma das áreas administrativas de Mônaco. "Quero me dar o melhor presente de aniversário, a minha primeira vitória do ano", disse Rubinho. Ele completa sábado 37 anos.O comedido Felipe Massa deu lugar a um confiante piloto quanto a suas chances de sucesso no GP de Mônaco. "Nos dois últimos anos fomos muito bem aqui. Ano passado, conquistei aqui talvez a minha mais bela pole position, e com mais gasolina. Agora, com nossa evolução, dá para pensar em pódio." Sobre o novo problema da Ferrari, em Barcelona, que o fez tirar o pé do acelerador para receber a bandeirada sem ter uma pane seca e perder duas posições, disse: "É incrível, mas havia gasolina no tanque. O que aconteceu foi uma falha do sistema que lia o volume de combustível. Diminuí o ritmo sem necessidade." Não explicou a razão de não ter completado a volta depois do fim da prova.Os treinos serão das 5 às 6h30 e das 9 às 10h30, horários de Brasília. Não há previsão de chuva para o fim de semana.

Livio Oricchio, O Estadao de S.Paulo

21 de maio de 2009 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.