Button passeia no deserto e dispara

Inglês da Brawn GP vence com tranquilidade no Bahrein e abre 12 pontos sobre Rubinho, que fica só em 5.º

Livio Oricchio, MANAMA, O Estadao de S.Paulo

27 de abril de 2009 | 00h00

Os dois pilotos da Brawn GP, Jenson Button e Rubens Barrichello, afirmaram no sábado, desanimados, depois da classificação, já não dispor do carro mais rápido da Fórmula 1. Button largou em quarto e Rubinho, em sexto. A dupla da Toyota, Jarno Trulli e Timo Glock, ocupou a primeira fila. Ontem, no entanto, Button venceu com enorme autoridade o GP do Bahrein, sob o calor desértico do circuito de Sakhir, e ampliou sua vantagem no Mundial. Veja mais imagens do GP do BahreinMas, para Button, não foi uma nova demonstração de superioridade técnica como nas provas da Austrália e Malásia. "Só venci aqui porque consegui ultrapassar Lewis Hamilton (McLaren) ainda na segunda volta", explicou. E o que disse faz mesmo todo sentido. Sebastian Vettel, da Red Bull, terceiro no grid e com o carro mais pesado que todos ao seu redor, o que seria uma vantagem, caiu para quinto na largada, atrás de Glock, Trulli, Hamilton e Button. "Perdi ali a chance de lutar pela vitória", falou Vettel, vencedor da etapa de Xangai. "Eu estava com os pneus moles e poderia ter sido bem mais veloz, mas não conseguia passar Hamilton com aquele botão (Kers, sistema de recuperação de energia, capaz de dar ao piloto cerca de 80 cavalos a mais de potência durante 6 segundos por volta)", completou o alemão, que terminou em segundo. Button manteve-se próximo dos pilotos da Toyota, que sabidamente fariam a primeira parada antes, e os ultrapassou na operação de pit stop para assumir a liderança e mantê-la até a bandeirada, na 57ª volta. "Essa vitória foi a mais gostosa das três, porque não temos a competitividade de antes", comentou Button.Por não poder impor seu veloz ritmo, em razão de estar atrás de Hamilton, Vettel deixou os boxes depois do primeiro pit stop (19ª volta) em terceiro, já com Button em primeiro, mas Trulli, segundo, ainda na sua frente. Apenas no segundo pit stop (40ª volta), Vettel conseguiu ultrapassar o italiano. Mas Button, a essa altura, já estava 13,4 segundos na frente. Vettel cruzou a linha de chegada 7 segundos e 187 milésimos depois de Button, mas 9 segundos na frente de Trulli, terceiro.Em condições normais, sem Vettel perder tanto tempo, de fato a Brawn GP teria tido mais dificuldades para ganhar o GP do Bahrein, como disseram no sábado seus pilotos. De qualquer forma, Button chegou a 31 pontos dos 35 possíveis. Mesmo que passe em branco no aguardado GP da Espanha, no dia 10, vai se manter em primeiro no campeonato, já que Rubinho, apenas quinto ontem, soma 19 pontos, já ameaçado por Vettel, 18. Na etapa de Barcelona, Ferrari, BMW e McLaren, entre outras, vão estrear carros que incorporam o recurso aerodinâmico do duplo difusor da Brawn GP. A expectativa é de que haja mais luta pelas vitórias e um restante de Mundial bem distinto do da primeira fase.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.