'Caçada' em Boston adia jogos de beisebol e hóquei

A caçada implacável da polícia de Boston a um dos irmãos chechenos acusados do atentado que matou três pessoas durante a Maratona de Boston, na segunda-feira, fez com que os jogos dos dois times profissionais da cidade que seriam realizados nesta sexta-feira fossem adiados.

AE, Agência Estado

19 de abril de 2013 | 17h12

Na Major League de beisebol, o Boston Red Sox faria, nesta sexta, o seu primeiro jogo em casa desde o atentado. Mas a partida contra o Kansas City Royals foi adiada para uma data ainda não definida. Há outro confronto entre esses dois times, marcado para o começo da tarde de sábado, mas não ainda não se sabe se ele será realizado.

Já o Boston Bruins, da NHL (liga profissional de hóquei no gelo) iria enfrentar o Pittsburgh Penguins nesta noite no TD Garden. A partida foi adiada para o sábado, às 12h30, no mesmo lugar. Mas a mudança só será formalizada de noite.

Boston vive nesta sexta-feira um toque de recolher enquanto a polícia caça porta a porta Dzhokhar Tsarnaev, suspeito de ter participado do atentado contra a Maratona de Boston na segunda-feira. Ele e seu irmão, Tamerlan, que morreu nesta madrugada, também são suspeitos de matar um policial do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT) na noite de quinta-feira e depois sequestrar um homem em seu carro.

Os suspeitos entraram em confronto com a polícia horas depois de o FBI ter divulgado fotografias e vídeos em que eles apareciam nas proximidades da linha de chegada das maratona. O atentado matou três pessoas e deixou mais de 180 feridas.

Por conta da perseguição desta sexta-feira, o governador de Massachusetts, Deval Patrick, pediu que os moradores continuem em locais fechados.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.