Time Calderano
Time Calderano

Calderano inicia pré-temporada embalado pelo segundo ano no Top 10 do tênis de mesa

Brasileiro está entre os melhores do mundo e é uma das esperanças de medalha do Brasil na Olimpíada de Tóquio

Redação, Estadão Conteúdo

21 de julho de 2020 | 10h45

O brasileiro Hugo Calderano iniciou nesta semana a sua preparação para a temporada 2020/2021 do tênis de mesa embalado por mais um feito na sua carreira: neste mês, o carioca de 24 anos, sexto colocado do ranking, completou dois anos desde que entrou pela primeira vez no Top 10 do mundo.

"Acho que é uma razão para comemorar. O ranking não é uma meta em si, mas é uma sinalização importante do trabalho que está sendo feito. Estar no Top 10 durante dois anos é consequência da regularidade que venho mantendo nas competições", afirmou o atual bicampeão dos Jogos Pan-Americanos - Toronto-2015, no Canadá, e Lima-2019, no Peru.

Calderano chegou ao Top 10 em julho de 2018 após a conquista da Copa Pan-Americana, alcançando uma marca inédita para o tênis de mesa das Américas desde a constituição do ranking, em 1987 - até então, a lista não era oficial, sendo definida com base em critérios subjetivos.

Ao longo destes dois anos, o mesa-tenista carioca esteve a maior parte do tempo (13 meses) na sexta posição, a melhor das Américas em todos os tempos. A última atualização do ranking mundial foi feita em abril deste ano, quando Calderano saltou da sétima para a sexta posição. Desde então, a Federação Internacional de Tênis de Mesa (ITTF, na sigla em inglês) mantém a lista congelada, já que as suas competições estão suspensas em virtude da pandemia do novo coronavírus.

Pré-temporada 

Após três semanas de férias, o brasileiro retomou os treinamentos com seu clube, o Liebherr Ochsenhausen, na Alemanha. Antes da pausa, o mesa-tenista foi o primeiro atleta brasileiro garantido nos Jogos Olímpicos de Tóquio-2020, que agora serão em 2021, a voltar a competir: em maio, ele disputou a semifinal e a decisão da Bundesliga, a liga alemã de tênis de mesa, em que a sua equipe acabou com o vice-campeonato.


"Os treinos estão agora voltando em condições mais próximas do normal, com mais atletas no ginásio. É uma situação que nunca vivemos, treinar por tanto tempo com tão poucas competições. Acho que vamos descobrir a melhor maneira de trabalhar à medida em que formos retomando o ritmo", analisou Calderano.


A ITTF mantém suspensas todas as suas competições em virtude do novo coronavírus. Por ora, as novidades dizem respeito somente a 2021. A entidade anunciou após a mais recente reunião de seu Comitê Executivo, no último dia 10, que o Mundial por equipes será disputado de 28 de fevereiro a 7 de março do ano que vem. Inicialmente, o evento estava programado para abril e maio de 2020.


Também há a expectativa de que a ITTF anuncie nos próximos meses a realização de eventos regionalizados no último trimestre de 2020, bem como uma definição quanto às Copas do Mundo individuais, inicialmente previstas para outubro deste ano.

Tudo o que sabemos sobre:
tênis de mesaHugo Calderano

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.