Calderano, Tsuboi e duplas masculinas avançam no Mundial de Tênis de Mesa

Se todas as mulheres foram eliminadas, pelo menos no masculino o Brasil teve uma boa estreia no Mundial de Tênis de Mesa, em Suzhou, na China. Nesta terça-feira, quando tiveram início as chaves de simples, Hugo Calderano e Gustavo Tsuboi venceram suas partidas e avançaram à segunda rodada, onde enfrentarão dois dos melhores do mundo. Thiago Monteiro, Cazuo Matsumoto, Gui Lin, Caroline Kumahara e Ligia Silva caíram na estreia. As duas duplas masculinas do País avançaram às oitavas de final. As demais foram eliminadas.

Estadão Conteúdo

28 de abril de 2015 | 14h52

Medalhista de bronze nos Jogos Olímpicos da Juventude, ano passado, também na China, Calderano estreou vencendo o dinamarquês Kasper Sternberg (138.º do ranking mundial), por 4 sets a 2. Como deu azar no sorteio, o brasileiro, 60.º do ranking, agora terá pela frente o japonês Jun Mizutani, quinto melhor do mundo. Durante a temporada, entretanto, Calderano já venceu o alemão Timo Boll, atual sétimo do ranking e ex-número 1.

Melhor brasileiro da lista, na 54.ª posição, Gustavo Tsuboi também avançou, passando pelo português Diogo Chen (183º) por 4 sets a 1. Seu próximo rival será Gao Ning, de Cingapura, que ocupa o 15.º lugar do ranking.

Cazuo Matsumoto (107.º) fez jogo equilibrado contra o russo o russo Alexey Liventsov (65º), mas perdeu no nono e decisivo set. Depois de vencer três partidas pelo quali, Thiago Monteiro (156.º) caiu na estreia da chave principal, para o japonês Yuto Maramatsu (23.º), por 4 a 0.

DUPLAS - Pela primeira vez na história, o Brasil colocou dois times nas oitavas de final das duplas masculinas. Tsuboi/Calderano passaram pelos russos Fedor Kuzmin (137.º) e Grigory Vlasov (73.º), por 4 sets a 2, e vão pegar os sul-coreanos Youngsik Jung (24.º) e Minseok Kim (33.º) na terceira rodada. A dupla brasileira vem de prata na etapa do Catar do Circuito Mundial, melhor resultado das Américas na história do tênis de mesa.

Já Cazuo/Thiago ganhou da dupla da Nigéria, formada por Quadri Aruna (38º) e Makanjuola Zakeem (373º), por 4 a 1. Na próxima rodada, os brasileiros enfrentam Simon Gauzy (35º) e Emmanuel Lebesson (84º), responsáveis pela eliminação dos atuais campeões mundiais, de Taipei. "É uma dupla forte, mas conhecida. Treino com o Gauzy, já treinei com o Lebesson também. Acredito que será um jogo bem tático e amarrado. Um conhece o outro, vai jogar onde o rival não gosta", comentou Cazuo, que joga por um clube belga.

Nos Jogos Olímpicos, a disputa por duplas não vale medalha. As parcerias só são formadas para o terceiro jogo da competição por equipes, que ocorre no mesmo formato da Copa Davis, por exemplo.

MULHERES - As mulheres, treinadas por Hugo Hoyama, não foram bem no primeiro Mundial após subirem à elite do tênis de mesa por equipes. Veterana da equipe, Lígia Silva deu azar e estreou contra a japonesa Sayaka Hirano, 13.ª do mundo, que venceu por 4 a 1. Chinesa naturalizada, Gui Lin perdeu da ucraniana Margaryta Pesotska, também por 4 a 1. Pelo mesmo placar, Carol Kumahara foi superada pela checa Renata Strbikova. Em todos os casos, as rivais têm melhor ranking que as brasileiras.

Nas duplas femininas, Caroline e Gui Lin até venceram um jogo, contra um time da Nova Zelândia, mas perderam na segunda rodada, para a parceria polonesa Natália Partyka e Katarzyn Grzybowska. Por fim, nas duplas mistas, Carol e Calderano foram derrotados pelos holandeses Britt Eerland e Laurens Tromer, depois de avançarem duas rodadas na segunda-feira. Lin e Tsuboi já haviam sido eliminados na segunda fase.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.