Calor assusta e obriga organização a fechar teto no Aberto da Austrália

O calor durante o Aberto da Austrália é um adversário a que os jogadores já estão acostumados. Nesta temporada, contudo, as temperaturas estão ultrapassando os limites do aceitável e, ontem, obrigaram a organização do torneio a pôr em prática a Política do Calor Extremo. Após o 1º set entre Serena Williams e Svetlana Kuznetsova, o árbitro de cadeira Wayne McKewn determinou que o teto retrátil da Rod Laver Arena fosse fechado e que os jogos ao ar livre fossem suspensos - os termômetros apontavam 43 graus. "Era algo incontrolável, estava quente demais", disse a norte-americana, que perdeu o 1º set e virou a partida após a quadra ser coberta (5/7, 7/5 e 6/1). "Depois a temperatura caiu muito." A russa, por outro lado, não gostou do que houve. Talvez pela derrota. "Não entendi, por que tinham de fechar aquilo? Foram dois jogos diferentes." Serena encara, agora, a também russa Elena Dementieva na semifinal. As duas estão na briga pelo topo do ranking.No masculino, a Espanha tem dois tenistas na semi. Rafael Nadal bateu o francês Gilles Simon (6/2, 7/5 e 7/5) e enfrenta Fernando Verdasco, que venceu o francês Jo-Wilfred Tsonga (7/6, 3/6, 6/3 e 6/2).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.