Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians
Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians

AO VIVO

Confira tudo sobre a Copa do Mundo da Rússia 24 horas por dia

Camacho quer mostrar que não é apenas o '12º jogador' do Corinthians

Volante espera aproveitar a ausência de Gabriel, suspenso por dois jogos, para ganhar pontos com Carille

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

09 Outubro 2017 | 16h58

A suspensão de Gabriel por dois jogos pode ser benéfica para Camacho, o reserva que mais atuou nesta temporada pelo Corinthians. No total, foram 40 jogos, sendo dez deles como titular, mas ele acredita que chegou a hora de mostrar para o técnico Fábio Carille que pode deixar de ser o principal reserva para ganhar espaço no time.

+ Jô treina separado e Carille espera pelo atacante para definir o Corinthians

Em todas as atividades comandadas desde que Gabriel foi suspenso por dois jogos por gesto obsceno para a torcida do São Paulo, Carille escalou Camacho como titular. Para o volante, a oportunidade é boa para ganhar pontos com o treinador.

"É bom ser o 12º jogador, como vocês falam, mas todo mundo quer ser titular. Estou buscando isso, dando o máximo nos treinos para poder fazer um grande jogo e dar sequência na temporada. O Carille confia muito em mim e isso está claro, mas espero fazer de tudo para ele confiar cada vez mais", disse o volante.

Em relação ao confronto com o Coritiba, marcado para esta quarta, no Itaquerão, pelo Campeonato Brasileiro, Camacho destacou a necessidade da triunfo e disse que o Corinthians tem a obrigação de vencer o confronto.

"Os times estão vindo mais fechados, dando mais a bola para jogarmos. Temos que melhorar, mas ainda não tem motivo para desespero. Todo mundo está com a cabeça boa e é nossa obrigação buscar os três pontos", resumiu.

O Corinthians realiza mais um treinamento na tarde desta terça-feira, no CT Joaquim Grava. Além de Gabriel, Carille não contará com Fagner e Romero, suspensos, diante do Coritiba. Balbuena e Cássio estão com suas seleções nacionais e ainda não têm presença assegurada, assim como Jô e Paulo Roberto, que se recuperam de problemas físicos.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.