Gabriela Biló/ Estadão
Gabriela Biló/ Estadão

Câmara dos Deputados aprova socorro financeiro de R$ 1,6 bi para o esporte

Projeto concede auxílio emergencial de três parcelas mensais de R$ 600 e agora segue para sanção do presidente Jair Bolsonaro

Camila Turtelli, O Estado de S.Paulo

22 de setembro de 2020 | 22h26

A Câmara dos Deputados aprovou o socorro financeiro de R$ 1,6 bilhão à área do esporte devido à pandemia do novo coronavírus. O texto, já aprovado pelo Senado, segue agora para sanção do presidente Jair Bolsonaro.

O projeto concede auxílio emergencial de três parcelas mensais de R$ 600, nas mesmas regras dos demais beneficiários desse programa. O prazo poderá ser prorrogado - agora o governo prevê, em geral, mais três parcelas desse auxílio, no valor de R$ 300.

Para receber o valor é preciso ser maior de 18 anos de idade, salvo no caso de atletas ou paratletas com idade mínima de 14 anos vinculados a uma entidade de prática esportiva ou a uma entidade nacional de administração do desporto.

O beneficiário precisa também ter atuado de forma profissional ou não profissional na área esportiva nos 24 meses imediatamente anteriores à data de publicação da lei. O beneficiário não pode estar empregado e não ser titular de benefício previdenciário ou assistencial, como Bolsa Família, entre outras regras.

A proposta considera como profissionais autônomos da educação física aqueles vinculados a uma entidade esportiva, técnicos, preparadores físicos, fisioterapeutas e outros trabalhadores do setor. O texto foi relatado pelo deputado Alexandre Frota (PSDB-SP).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.