Nilton Fukuda/Estadão
Nilton Fukuda/Estadão

Câmara Municipal de São Paulo autoriza feriado na abertura da Copa

Nas outras datas em que a cidade receberá jogos do Mundial, legislativo propõe apenas ponto facultativo

Diego Zanchetta, O Estado de S. Paulo

13 de maio de 2014 | 23h09

SÃO PAULO - A Câmara Municipal de São Paulo autorizou a prefeitura a decretar feriado no dia da abertura da Copa do Mundo, em 12 de junho, quando Brasil e Croácia se enfrentam na Arena Corinthians. O pedido havia sido feito em 24 de abril pelo prefeito Fernando Haddad (PT). A votação na noite desta terça-feira foi de 30 votos favoráveis e 15 contrários.

Os vereadores, no entanto, fizeram uma emenda ao projeto de lei. No texto original, a prefeitura ficaria autorizada a decretar feriado municipal, se assim quisesse, nos outros cinco dias em que serão realizados jogos da Copa na cidade. Mas a Câmara propõe que, nessas cinco partidas restantes em São Paulo (dias 19/06, 23/06, 26/06, 01/07 e 09/07), o poder Executivo possa determinar apenas ponto facultativo.

Na mesma sessão desta terça-feira, os vereadores também permitiram a venda de bebida alcoólica dentro do Itaquerão durante os jogos do Mundial - o comércio de cervejas dentro dos estádios estava vetado na capital paulista, por motivos de segurança, desde 1992. A proposta precisa agora passar por segunda votação antes de ir à sanção do prefeito.

Líder da Frente Parlamentar Cristã, o vereador Eduardo Tuma (PSDB) é contra a liberação da venda de bebidas alcoólicas durante a Copa, como exige a Fifa. Dentro do Itaquerão serão vendidas latinhas da cerveja Budweiser, uma das patrocinadoras do evento. "Nós, da bancada evangélica, somos contra essa liberação. É uma exceção descabida. A Frente Cristã aqui na Câmara é contra!", avisou.

Colecionador de cachaças e dono da maior coleção de pingas do Brasil, o vereador Goulart (PSD) defendeu a liberação. "São só durante os jogos da Copa, depois as regras voltam normalmente", afirmou ele. "Voto a favor e vou abrir uma para comemorar daqui a pouco", disse Laércio Benko (PHS).

Tudo o que sabemos sobre:
Copa 2014Copa do Mundofutebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.