Camaronês do PSG: idade e nome falsificados?

Uma polêmica nesta semana em torno do goleiro do Paris Saint-Germain escancara como africanos têm chegado à Europa em esquemas fraudulentos. Depois de briga com um de seus ex-agentes, Apoula Edel se viu em meio a uma tormenta. Camaronês naturalizado armênio, o jogador agora enfrenta processo por falsidade de identidade.

, O Estado de S.Paulo

13 de fevereiro de 2011 | 00h00

O autor da denúncia é Nicolas Philibert, que por anos passou pela África treinando jovens e buscando clubes na Europa para promessas do futebol. Em 2002, o agente propôs ao goleiro transferência para um clube na Armênia. Mas Edel, naquela época, tinha supostamente 19 anos. Nada disso seria verdade. Philibert agora diz que o nome real do goleiro seria Ambroise Beyamena e teria sido transferido com menos de 18 anos, algo ilegal. Segundo ele, os documentos do atleta foram refeitos com pagamento de propinas. Suposta dívida de 30 mil do goleiro teria motivado o empresário a fazer as denúncias.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.