Bob Levey/AFP
Bob Levey/AFP

Camisa furtada de Tom Brady após título vira caso de polícia; item pode valer R$ 1,5 milhão

Item sumiu do vestiário do New England Patriots depois de vitória no Super Bowl 51

O Estado de S.Paulo

07 Fevereiro 2017 | 10h02

O sumiço da camisa do astro Tom Brady dos vestiários do New England Patriots após a conquista do Super Bowl 51 pode render até R$ 1,5 milhão no mercado negro. O item desapareceu depois da histórica virada contra o Atlanta Falcons, por 34 a 28.

"Eu diria que a camisa vale algo como 300 mil dólares, talvez perto de meio milhão de dólares. Mas isso é baseado em não ter sido roubado e estar livre de outras reivindicações. Ela não poderá ser vendida publicamente agora, porque não há ninguém que não saiba que ela foi roubada", explicou o fundador de casa de leilões Goldin Auctions Ken Goldin ao jornal New York Post.

Quem também aposta que o item fará um novo rico é o dono da franquia Robert Kraft. O empresário comentou o fato um pouco antes de deixar o NRG Stadium, na cidade de Houston, no Texas. "Acho que vai estar em breve no eBay".

O Governo do Texas já se mostrou empenhado em encontrar a camisa do jogador, que se tornou no último fim da semana o único quarterback com cinco títulos de Super Bowl. "No Texas, damos muito valor à hospitalidade e ao futebol americano. A camisa de Tom Brady tem um grande valor histórico e já está sendo chamada de item mais valioso de todos os tempos para uma coleção da NFL. Ela vai para o Hall da Fama um dia. É importante que a história não fique marcada pelo roubo no Texas", disse o  vice-governador do Texas Dan Patrick.

O político até afirmou que a divisão especial da polícia local foi acionada para o caso. "Chamei o Coronel Steve McCraw para pedir que os Texas Rangers trabalhem com o Departamento de Polícia de Houston", complementou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.