Reuters
Reuters

AO VIVO

Confira tudo sobre a Copa do Mundo da Rússia 24 horas por dia

Campeã do esqui cross-country é suspensa por doping após usar pomada nos lábios

Gancho tira a norueguesa da primeira etapa da Copa do Mundo da modalidade

O Estado de S.Paulo

19 Outubro 2016 | 09h01

Dona de três medalhas olímpicas de inverno e de sete títulos mundiais no esqui cross-country, a norueguesa Therese Johaug recebeu nesta quarta-feira uma suspensão provisória de dois meses, em consequência do caso positivo de doping divulgado na semana passada.

Uma das estrelas da modalidade, Johaug testou positivo para o esteroide clostebol. De acordo com a federação de ski da Noruega, a droga chegou ao organismo da atleta por recomendação do médico da equipe, Fredrik Bendiksen, que receitou uma pomada para evitar rachaduras nos lábios durante um treino em alta altitude na Itália, em agosto.

Em entrevista coletiva na semana passada, Johaug insistiu que não tinha culpa no episódio, uma vez que ela questionou o médico se a loção tinha qualquer substância proibida. Mesmo assim, a agência antidoping da Noruega não se convenceu do doping involuntário e a suspendeu até 18 de dezembro.

O gancho tira a norueguesa da primeira etapa da Copa do Mundo de Esqui Cross-Country, competição da qual ela é a atual campeã. O médico que recomendou a pomada a ela pediu demissão do cargo, depois de assumir a culpa pelo doping.

Mais conteúdo sobre:
Johaug Esqui Cross-Country Noruega Itália

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.