Osama Faisal/AFP
Osama Faisal/AFP

Campeã mundial indoor dos 400m em 2016, atleta do Bahrein é suspensa por doping

Kemi Adekoya testou positivo para estanozolol em exame realizado em novembro de 2018

Redação, Estadão Conteúdo

14 Janeiro 2019 | 10h17

Campeã mundial indoor na prova dos 400 metros em 2016, a bareinita Kemi Adekoya foi suspensa preventivamente por doping nesta segunda-feira. A atleta testou positivo em um exame para um esteroide anabolizante.

A Unidade de Integridade do Atletismo (AIU, na sigla em inglês) anunciou neste segunda-feira que Adekoya, uma nigeriana que se naturalizou bareinita, foi avisada da "acusação" de doping.

A AIU afirmou, em seu site oficial, que Adekoya, de 25 anos, testou positivo, em exame realizado em novembro de 2018, para estanozolol, o mesmo esteroide que o velocista canadense Ben Johnson utilizou para a sua participação nos Jogos Olímpicos de Seul em 1988.

Em agosto de 2018, Adekoya havia brilhado nos Jogos Asiáticos, tendo faturado medalhas de ouro nos 400 metros com barreiras e no revezamento misto 4x400 metros. Quatro anos antes, no mesmo evento continental, foi campeã nos 400m e nos 400m com barreiras.

Para participar dos Jogos Asiáticos de 2014, Adekoya se naturalizou para competir pelo Bahrein. Dois anos depois, foi campeã mundial indoor nos 400m. Também em 2016, participou dos Jogos do Rio e parou nas semifinais dos 400m.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.