Campeã olímpica nos Jogos de Atenas admite doping

Campeã olímpica nos Jogos de Atenas/2004, no revezamento 4x400 metros, a americana Crystal Cox aceitou a suspensão de quatro anos por doping, imposta pela Agência Antidoping dos Estados Unidos, e a desclassificação na prova olímpica nesta sexta-feira.

AE, Agencia Estado

29 de janeiro de 2010 | 19h37

Crystal Cox admitiu ter usado esteroides anabolizantes e concordou com a punição, de acordo com a Agência americana. A corredora deverá perder a medalha de ouro conquistada na Grécia. Já suas companheiras de revezamento ainda estão em situação indefinida.

Cox participou das eliminatórias da prova, que foi liderada por Sanya Richards, uma das estrelas do atletismo americano. Na final, Richards correu com Dee Dee Trotter, Monique Henderson e Monique Hennegan.

Recentemente, a punição à americana Marion Jones acabou afetando também suas companheiras de revezamento. Todas as atletas perderam a medalha de ouro conquistada na Olimpíada de Sydney/2000. As corredoras tentam agora resgatar as medalhas confiscadas.

O chefe executivo da Agência Antidoping dos Estados Unidos, Travis Tygart, declarou que ainda não sabe se a punição afetará as demais corredoras do revezamento 4x400 metros.

"Nós temos que dar alguma crédito a ela por admitir sua responsabilidade", afirmou. "Isso manda um forte recado para aqueles que possam sucumbir a tentação do doping. Você tem que se lembrar que poderá colocar em risco a carreira de seus companheiros".

Tudo o que sabemos sobre:
atletismoCrystal Coxdoping

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.