Dylan Martinez/Reuters
Dylan Martinez/Reuters

Campeão europeu, britânico é suspenso do atletismo por quatro anos por doping

Nigel Levine foi pego pelo uso de clenbuterol, substância usada ilegalmente por atletas para queimar gordura mais rapidamente

Estadão Conteúdo

20 de novembro de 2018 | 12h50

O velocista britânico Nigel Levine foi suspenso por quatro anos do atletismo nesta terça-feira. A decisão da Agência Antidoping do Reino Unido aconteceu depois de o atleta, um dos grandes nomes da modalidade do país nos últimos anos, ter sido flagrado em exame pelo uso de uma substância proibida.

De acordo com comunicado divulgado pela UK Anti-Doping, Levine testou positivo para o uso de clenbuterol durante exame fora do período de competição realizado no ano passado. A substância é utilizada ilegalmente por atletas para queimar gordura mais rapidamente.

Segundo o órgão, Levine aceitou a punição de quatro anos, depois de inicialmente argumentar que "um dos suplementos" que tomava estava contaminado. A UK Anti-Doping ainda disse que recebeu duas amostras do suplemento para testes, mas que não pôde examiná-los porque um recipiente estava vazio e o outro era de um lote diferente do que o atleta alegou ter tomado.

Levine tem no currículo ótimos resultados nesta década. Ele tem duas medalhas em Campeonatos Europeus, sendo o ouro em Zurique, em 2014, no revezamento 4x400m, e a prata na mesma prova em Helsinque, dois anos antes. Em Mundiais Indoor, são duas pratas (Istambul-2012 e Sopot-2014) e um bronze (Doha-2010).

 
Tudo o que sabemos sobre:
atletismodopingNigel Levine

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.