Campeão mundial, Sertão luta em São Caetano

O título mundial conquistado em janeiro mudou para melhor a vida de Valdemir Sertão Pereira. O pugilista, de 31 anos, mudou da casa simples e pequena nos fundos de um bar em São Caetano do Sul para um apartamento alugado de dois dormitórios. Hoje, o baiano não precisa mais ir treinar de bicicleta. Pode ir de Golf, modelo 1997, que comprou parcelado. ?Mas ainda tenho muitas dívidas. O pior é que não consigo patrocínio, mesmo colocando o nome do País lá em cima. Muita gente, políticos principalmente, vem dar tapinhas nas costas, promete um monte de coisa, mas ajuda que é bom, nada?, disse Sertão, que sobe no ringue neste domingo, às 22 horas, para enfrentar o bielo-russo Yuri Romanovic, no Instituto Municipal de Ensino Superior, em São Caetano do Sul.O duelo será transmitido ao vivo pela RedeTV, mas não vale o cinturão da Federação Internacional de Boxe. Serve apenas de preparação para a primeira defesa do título de Sertão, que será dia 13 de maio, em Boston (EUA), diante do britânico Esham Pickering.

Agencia Estado,

09 de abril de 2006 | 08h20

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.