Bobby Yip / Reuters
Bobby Yip / Reuters

Campeão olímpico de badminton morre aos 36 anos após mal súbito

Ouro em Pequim-2008 ao lado de Hendra Setiawan, Markis Kido foi uma lenda da modalidade na Indonésia

Redação, O Estado de S.Paulo

15 de junho de 2021 | 11h19

O campeão olímpico de badminton pela Indonésia, Markis Kido, morreu aos 36 anos após sofrer um mal súbito, durante uma partida recreativa, no complexo esportivo em Tangerang, na noite de segunda-feira. Ouro nas duplas masculinas nos Jogos Olímpicos de Pequim em 2008, o indonésio desmaiou enquanto se exercitava. A causa da morte não foi divulgada, mas ele sofria de hipertensão, informou a Associação Indonésia de Badminton (PBSI) em comunicado.

Sua morte provocou uma onda de comoção nas redes sociais, entre fãs e ex-companheiros na modalidade. Parceiro de Kido na conquista do ouro em Pequim, Hendra Setiawan o descreveu como um "jogador incrível e muito talentoso". "Muito obrigado por ser um grande parceiro na vitória e na derrota", escreveu Setiawan. 

Associação Indonésia de Badminton também se manifestou. "Com suas grandes conquistas, Kido foi respeitado no cenário mundial", disse Agung Firman Sampurna, chefe da entidade. "A família do badminton da Indonésia compartilha nossas condolências e sente a grande perda."

A Federação Internacional de Badminton (BWF) também se manifestou e postou diversas homenagens nas redes sociais. "A energia de Markis Kido na quadra é lendária. Será parte do folclore de badminton para sempre."

Além da medalha dourada nas Olimpíadas de Pequim, Kido e Setiawan conquistaram o ouro no Campeonato Mundial de 2007 e nos Jogos Asiáticos de 2010.

Tudo o que sabemos sobre:
badmintonOlimpíada 2008 Pequim

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.