Campeão olímpico é acusado de tentar matar a mulher

Medalhista de ouro na prova da maratona na Olimpíada de Pequim, em 2008, o queniano Sammy Wanjiru foi acusado de tentar matar a sua esposa e uma empregada, além de atacar um segurança pessoal. Segundo a polícia da cidade de Nyahururu, no Quênia, o caso aconteceu na quarta-feira e ele teria utilizado um fuzil AK-47 para fazer as ameaças.

AE-AP, Agência Estado

30 de dezembro de 2010 | 16h18

O campeão olímpico nega as acusações, mas chegou a ser detido e precisou pagar fiança para sair da cadeia. Segundo as investigações da polícia, Wanjiru teria tentado matar a esposa, Teresiah Njeri, após uma briga do casal. Ele também teria feito as mesmas ameaças para a empregada da casa, Nancy Njoki, e ainda teria ferido sem gravidade o segurança William Masinde.

Aos 24 anos, Wanjiru é um dos principais nomes do atletismo mundial na atualidade. Além do ouro olímpico, coleciona títulos em algumas das mais importantes maratonas do mundo, como Londres e Chicago. Agora, porém, ele terá que responder as graves acusações na Justiça, em audiência já marcada para o dia 9 de fevereiro.

Tudo o que sabemos sobre:
atletismoSammy Wanjiru

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.