Wagner Carmo/Estadão
Wagner Carmo/Estadão

Campeão olímpico, Thiago Braz fica em 5º em etapa da Diamond League

Atleta do salto com vara conseguiu melhor marca em 2018 no Marrocos; Núbia Soares também ficou com a 5ª posição no salto triplo

Estadão Conteúdo

13 Julho 2018 | 22h00

Dois brasileiros participaram nesta sexta-feira da etapa de Rabat, no Marrocos, da temporada de 2018 da Diamond League. O nono evento da competição neste ano foi realizado no Complexo Esportivo Príncipe Moulay Abdellah, e o Brasil foi representado por Thiago Braz, campeão olímpicos dos Jogos Rio-2016 no salto com vara, e por Núbia Soares no salto triplo.

+ Thiago Braz decepciona e fica fora do pódio no Mundial Indoor de Atletismo

+ Darlan fatura prata no arremesso de peso em etapa da Diamond League

+ Brasileira vence GP Brasil com recorde sul-americano no lançamento do disco

Ainda na luta por melhores resultados nesta temporada, Thiago Braz ficou em quinto lugar na prova do salto com vara com 5,60 metros, a sua melhor marca em 2018. O pódio foi formado pelo americano Sam Kendricks, com 5,86 metros, seguido pelo polonês Pawel Wojciechowski, com 5,80 metros, e pelo russo Timur Morgunov, também com 5,80 metros.

No salto triplo, Nubia Soares completou a prova também na quinta colocação, com 14,30 metros. O pódio da etapa foi formado pela colombiana Caterine Ibarguen, com 14,96 metros, pela jamaicana Kimberly Williams, com 14,47 metros, e pela americana Tori Franklin, com 14,42 metros.

Em outras provas, destaque para o salto em altura feminino. A russa Maria Lasitskene, atual campeã mundial, viu a sua série de 45 vitórias seguidas - que havia começado em junho de 2016 - ser encerrada nesta sexta-feira pela búlgara Mirela Demireva. A atleta da Rússia conseguiu pular 1,90 metro, mas foi incapaz de se igualar à rival, que saltou 1,94 metro e ficou com o ouro.

"Estou muito desapontada, é claro, mas essas coisas acontecem. Me perdi na prova. Não estou com problemas, não estou lesionada. Simplesmente foi um dia ruim. Agora preciso voltar aos treinos e trabalhar bastante", afirmou a decepcionada Maria Lasitskene após a prova em Rabat.

 

 

Notícias relacionadas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.