Campeão volta a competir, ao lado da irmã e de Mosiah

O Brasil terá três atletas em ação hoje no último dia da Super Final da Copa do Mundo de Ginástica Artística em Madri. Enquanto Diego Hypolito está inscrito na disputa da prova do salto, sua irmã Daniele compete na trave e no solo. Mosiah Rodrigues estréia na competição da barra fixa.O trio brasileiro pode se considerar "sortudo" por participar deste dia de provas, afinal, Diego, Daniele e Mosiah não estavam entre os oito primeiros colocados do ranking mundial de seus respectivos aparelhos e foram beneficiados pela desistências de adversários mais bem colocados. Mesmo sem ostentar a reputação de favoritos, querem representar bem o Brasil.Diego admite que concentrou seus treinos no solo, em que ganhou ontem, portanto o que vier no salto será lucro, o que não o impede de surpreender, uma vez que a Super Final não tem fase eliminatória e os oito competidores se apresentam diretamente na decisão. O mesmo caso se aplica a Daniele Hypolito, que tem uma característica a seu favor: costuma ser uma ginasta muito regular em todos os aparelhos, tanto que é uma das poucas a representar o País em competições do individual geral.Quanto a Mosiah, a situação é mais desafiadora. Aos 27 anos, o ginasta disputará sua primeira Super Final depois de ter ficado de fora por pouco em 2006. Dessa vez foi beneficiado pela desistência de três competidores. Apesar da situação de desvantagem, o ginasta não desanima e confia em bom desempenho.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.