Campinas assiste a violência em dérbi vencido pela Ponte

Provocados pelo locutor do estádio e nervosos com a derrota do time, torcedores do Guarani brigam com a polícia

, O Estado de S.Paulo

17 de julho de 2011 | 00h00

CAMPINAS

O dérbi de Campinas, ontem, entre Ponte Preta e Guarani, foi marcado por confronto entre torcedores do Bugre e a Polícia Militar, no Estádio Moisés Lucarelli. Houve vários feridos e pelo menos um torcedor hospitalizado. A Ponte venceu por 2 a 0, gols de Ricardinho e Ricardo Jesus.

Os torcedores do Guarani atearam fogo em parte do estádio. O estopim da confusão teria sido as provocações do locutor oficial do Moisés Lucarelli, Raul Lázaro, que chamou os rivais de "galinhas" no intervalo.

Após ocasionar a enorme confusão, o locutor acabou detido pela PM, que registrou um Boletim de Ocorrência. A confusão será relatada à Federação Paulista de Futebol (FPF) e a Ponte Preta corre risco de punição com perda de mandos de campo.

A confusão - de acordo com a Ponte Preta iniciada antes pelos torcedores do Guarani - insuflou no intervalo, quando a Ponte Preta vencia por 1 a 0 e Raul usou seu meio de trabalho para "tirar sarro"" dos visitantes.

"Quem não é ponte-pretano cacareja e bota ovo. Toma galinhada", provocou, em alto e bom som. Revoltados, os cerca de 3 mil bugrinos resolveram incendiar banheiros e outras dependências do estádio.

"O locutor extrapolou, mas um evento não está ligado ao outro. O conflito já havia começado", alegou Márcio Della Volpe, gestor da Ponte Preta, garantindo que vai apurar o caso.

Força excessiva. A polícia utilizou bombas de efeito moral e balas de borracha para controlar os ânimos. Um torcedor foi ferido por um tiro de bala de borracha no pescoço e, sagrando muito, acabou levado de ambulância para um hospital da cidade.

Após o jogo, o confronto entre torcedores do Guarani e a PM passou para as ruas próximas ao Moisés Lucarelli.

A Ponte tem 23 pontos, como a Portuguesa. A situação do Guarani piorou: caiu para 19.º.

Demais resultados: Bragantino 3 x 2 Sport, Barueri 1 x 2 Icasa e Salgueiro 2 x 1 Criciúma.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.