Canadense é flagrada no antidoping

O doping foi um dos principais temas nesta terça-feira no Mundial de Atletismo em Edmonton, no Canadá. Uma atleta da casa, a velocista Verolyn Clarke, de 34 anos, teve resultado positivo para a mesma substância proibida usada por Ben Johnson: estanozolol. O esteróide anabolizante provocou o banimento de Johnson do atletismo e um dos maiores escândalos de doping dos Jogos de Seul, em 1988.Clarke apresentou resultado positivo em exame feito no dia 31 de julho, em Calgary, e mesmo assim correu as eliminatórias dos 100 metros no Mundial de Edmonton. "Também temos maçãs podres", disse o canadense Dick Pound, da Wada, a agência mundial antidoping. "Os casos mostram que a luta contra o doping no esporte tem de ser ainda mais agressiva."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.