Reprodução/Twitter/Stockholm2026
Reprodução/Twitter/Stockholm2026

Candidatura de Estocolmo para sediar Jogos de 2026 ganha apoio interno

Governadores de três condados do país dão suporte a Olimpíada na capital sueca

Redação, Estadão Conteúdo

10 de janeiro de 2019 | 16h17

Em meio a contestações e desistências de cidades interessadas em receber os Jogos Olímpicos, Estocolmo recebeu nesta quinta-feira importante apoio interno para sustentar sua candidatura para receber a Olimpíada de Inverno de 2026.

A capital da Suécia contou com o suporte de governadores de três condados, de Dalarna, Jamtland e Stockholm: Ylva Thorn, Jotan Hagglund e Sven-Erik Osterberg, respectivamente. Em comunicado conjunto, as lideranças políticas disseram estar "muito orgulhosas da candidatura sueca".

Mas não deixaram de expressar preocupação com os investimentos para sediar o grande evento, o que vem se tornando o grande obstáculo para as cidades - diversas candidaturas foram abortadas nos últimos anos tanto para os Jogos de Inverno quanto para os de Verão. Os três políticos enfatizaram que o "conceito" da candidatura sueca deve se basear em "incluir no projeto arenas já existentes e usar investimentos já planejados".

Desde 2017, quando Estocolmo passou a indicar interesse em receber a Olimpíada, políticos locais e nacionais da Suécia afirmaram que não apoiaria uma candidatura que contasse com investimentos públicos, em nenhuma esfera de governo.

A cidade de Estocolmo vai enfrentar na disputa a candidatura italiana combinada entre as cidades de Milão e Cortina d'Ampezzo. A decisão, por votação, será tomada pelo Comitê Olímpico Internacional (COI) em junho deste ano.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.