Armando Arorizo/EFE
Armando Arorizo/EFE

Canelo bate Cotto e leva cinturão do Conselho Mundial de Boxe

Boxeadores fizeram duelo franco desde o primeiro round

Estadão Conteúdo

22 Novembro 2015 | 11h01

Em um dos duelos mais aguardados do ano, o mexicano Saúl "Canelo" Álvarez derrotou o porto-riquenho Miguel Cotto por decisão unânime dos juízes, na madrugada deste domingo, em Las Vegas. Com o triunfo, Canelo conquistou o cinturão dos pesos-médios do Conselho Mundial de Boxe (WBC).

O pugilista mexicano faturou o cinturão que estava vago porque Cotto não havia pagado as taxas exigidas pela entidade. Agora ele se credencia para um futuro confronto com o casaque Gennady Golovkin, atual dono do cinturão unificado da Associação Mundial de Boxe (WBA), da Organização Internacional de Boxe (IBO) e da Federação Internacional de Boxe (IBF).

Diante de celebridades, como Jay-Z e Beyoncé, Canelo e Cotto fizeram um duelo franco desde o primeiro round. E logo o mexicano começou a se destacar com bons golpes de direita. O porto-riquenho ainda equilibrou as ações no início, mas perdeu terreno nos rounds finais e ofereceu pouca resistência à vitória do rival.

Canelo, de 25 anos, chegou ao seu 46º triunfo em 47 lutas profissionais na carreira. Sua única derrota aconteceu diante do norte-americano Floyd Mayweather Jr., aposentado neste ano. Cotto soma 40 vitórias e cinco derrotas.

Se confirmar o confronto com Gennady Golovkin, Canelo deverá ter mais dificuldade no ringue. O casaque nunca perdeu em sua trajetória profissional. Tem 34 vitórias em 34 lutas, 31 delas por nocaute.

Mais conteúdo sobre:
boxe Miguel Cotto Canelo Alvarez

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.