Alejandro Garcia/EFE
Alejandro Garcia/EFE

Cansaço de Messi pode ser o fiel da balança

Argentino já jogou 52 partidas na temporada e, sábado, na final contra o Manchester United, vai chegar a 31 dias sem gols

PAULO VINÍCIUS COELHO, O Estado de S.Paulo

24 de maio de 2011 | 00h00

LONDRES - Cristiano Ronaldo bateu, no sábado, o recorde de gols do Campeonato Espanhol - fez 2 na vitória do Real Madrid sobre o Almeria por 8 a 1. Chegou a 40, superando os 38 de Zarra, do Athletic Bilbao, e Hugo Sánchez, do Real Madrid, nas temporadas de 1951 e 1990, respectivamente.

Um mês atrás, Cristiano Ronaldo tinha 29 gols e Messi estava na liderança dos artilheiros, com 31. O que ocorreu no mês da decolagem do português e da aterrissagem do argentino é importante para entender a decisão da Liga dos Campeões do próximo sábado.

Messi está cansado. O Manchester United, não.

Na sexta-feira passada, em sua última entrevista coletiva antes de se despedir do Campeonato Inglês contra o Blackpool, Alex Ferguson foi questionado sobre escalar um time reserva contra um adversário que precisava vencer para se salvar do rebaixamento.

Respondeu: "Escalei reservas na semifinal da Liga dos Campeões e ganhei. Posso ser criticado por escalar reservas numa partida que interfere no rebaixamento. Mas só se meu time perder", afirmou. Ganhou por 4 a 2.

De todos os jogadores envolvidos na decisão de sábado, os que mais disputaram partidas na temporada são os do Barcelona. Daniel Alves, Villa e Pedro entraram em campo 50 vezes, das 59 disputadas pelo Barça.

Nani, o que mais atuou pelo Manchester United, participou de 47 jogos, dos 58 do time inglês. Mas começou cinco deles no banco de reservas. Messi disputou 52.

O maior craque do planeta é também o mais desgastado dos jogadores da decisão. No sábado, quando entrar em campo, estará há 31 dias sem fazer gol.

Marcou contra o Real Madrid, em 27 de abril. Desde então, o Barcelona jogou seis vezes, Messi entrou em campo em quatro jogos, sem balançar as redes.

O descanso se deu nas duas últimas rodadas. No empate por 0 a 0 com o La Coruña e na vitória por 3 a 1 sobre o Málaga.

Nesta segunda, em entrevista coletiva, Messi disse que só se preocupa em manter o nível habitual do Barcelona. "Temos de atacar e manter a posse de bola." A questão é: para fazer isso, é preciso que o time esteja muito bem fisicamente.

O descanso para Messi e para oito titulares na partida de sábado, contra o Málaga, pelo Campeonato Espanhol, deixa claro: o técnico Josep Guardiola sabe que duas semanas de descanso podem ser suficientes para salvar nove meses de trabalho.

Maratona. 47 partidas participou Nani, o jogador que mais esteve em campo pelo Manchester United. 50 jogos fizeram Daniel Alves, Villa e Pedro, do Barça, atrás só de Messi como os que mais atuaram. 31 dias sem marcar chegará Messi.

Veja também:

linkBarcelona teme vulcão e viaja nesta terça para Londres

video ESPN - Messi está confiante para a grande final da Liga dos Campeões

video ESPN - Manchester e Barcelona fazem tira-teima na Liga dos Campeões

video ESPN - Para chegar à final, Barcelona teve Messi como diferencial

video ESPN - Vulcão islandês pode mudar planos de viagem do Barcelona

video ESPN - Defesa faz Manchester chegar invicto à decisão

video ESPN - Messi é símbolo de geração criada em casa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.