Cansaço foi a desculpa e Kléber perde a vaga

Discurso ensaiado, jogadores e treinador da seleção brasileira atribuíram ao desgaste físico a vitória apertada por 4 a 3 sobre o Egito. Dunga já anunciou mudanças no time que enfrenta os Estados Unidos, na quinta-feira, em Pretória. Uma alteração está definida: André Santos na vaga de Kléber."O importante era vencer. Vínhamos de duas partidas decisivas e desgastantes contra o Uruguai e Paraguai pelas Eliminatórias. Uma viagem de 12 horas, com os jogadores sem dormir. Eles ainda não conseguiram dormir direito, ainda tem o fuso horário. Sabíamos que não seria fácil", disse Dunga sobre o fraco desempenho da seleção, sobretudo no segundo tempo.O treinador revelou que a sua estratégia era mesmo impor um ritmo forte no início do jogo para não sofrer na parte final. "Tínhamos mesmo de apertar no primeiro tempo, fazer a vantagem, porque no segundo tempo, com o desgate físico da maioria dos jogadores, seria impossível manter o ritmo." De acordo com a comissão técnica, alguns atletas estão no limite. Por isso o treinador anunciou ontem que promoverá algumas alterações no time que enfrentará os Estados Unidos.Uma mudança inevitável será André Santos na vaga de Kléber. Esta troca não é em função do desgaste físico. É técnica. Dunga perdeu a paciência com Kléber. Após o jogo, a seleção brasileira embarcou em voo fretado para Pretória.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.