Cansado, Bellucci perde em Roma

Alegando desgaste pelo desempenho em Madri, brasileiro não passou da primeira rodada e treina para Roland Garros

, O Estado de S.Paulo

11 de maio de 2011 | 00h00

Depois de uma semana de apresentações de alto nível, Thomaz Bellucci sucumbiu ao cansaço e não passou da primeira rodada do Masters de Roma, adiando um esperado encontro na sequência com o número 1 do mundo, o espanhol Rafael Nadal. Atual 22.º do ranking da Associação de Tenistas Profissionais (ATP), o brasileiro foi derrotado pelo italiano Paolo Lorenzi (n.º 148), por 7/6 (5) e 6/3.

"Estes dois dias não foram suficientes para me recuperar", avaliou Bellucci. "Acordei hoje sem energia, pensei até em não jogar. Tentei ficar firme no primeiro set, mas o Larri pediu para que eu ficasse no jogo e tentasse ir ao meu limite. Dei o máximo dentro de quadra, mas realmente me faltou energia", observou.

Bellucci admitiu dificuldade em lidar com uma nova realidade: com um número maior de vitórias em um mesmo torneio, o desgaste aumenta ao mesmo tempo que o período de recuperação diminui. "Não é fácil sair domingo de um torneio depois de muito desgaste. Tenho que me acostumar a essas circunstâncias... Estou com muita confiança nos meus golpes. Sei como jogar com diferentes jogadores. Agora é descansar uns dias e pegar duro para Paris."

Agora restam apenas os treinos para o Grand Slam de Roland Garros, seu próximo compromisso. Bellucci optou por não voltar ao Brasil: a preparação será feita toda na Europa.

Resultados. Se não conseguiu nem defender seus pontos do ano passado em Roma, Bellucci teve como consolo o fato de que os dois tenistas que o separam da posição de top 20 do ranking também não tiveram bom desempenho na Itália. Depois de o ucraniano Alexandr Dolgopolov (n.º 20) ser eliminado na primeira rodada, anteontem, ontem foi a vez do francês Michel Llodra (n.º 21) tropeçar. Perdeu para o espanhol Fernando Verdasco por 7/6 (2) e 6/1.

Os top três do mundo entram em quadra hoje. Nadal enfrenta Lorenzi enquanto o sérvio Novak Djokovic pega o polonês Lukasz Kubot. O suíço Roger Federer terá pela frente o francês Jo-Wilfried Tsonga.

Ontem, Federer disse que ainda almeja voltar ao posto de número 1 este ano mas atualmente seu desempenho está abaixo do de seus adversários. "Rafael e Novak estão jogando melhor do que eu e o resto dos jogadores neste momento. Isso é um fato, ainda que não estou longe de ganhar estes torneios eu mesmo."

No feminino, a primeira do ranking, a dinamarquesa Caroline Wozniacki, enfrenta a australiana Anastasia Rodionova hoje.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.