Cansado, Lance Armstrong ainda sonha com vitória

Lance Armstrong admitiu seu cansaço nesta sexta-feira, depois da quarta etapa do Tour Down Under, na Austrália, mas disse que ainda tem chances de vencer a competição, que acaba neste fim de semana e marca seu retorno ao ciclismo profissional, depois de três anos de afastamento."Meu corpo e minhas pernas estão cansados, mas vou para a etapa de amanhã (sábado) com tudo. Posso estar louco, mas não vou pedalar à toa", afirmou Armstrong, que chegou junto com o pelotão principal nesta sexta e segue em 38º lugar na classificação geral, a 39 segundos do australiano Allan Davis, que retomou a liderança ao vencer a quarta etapa.A prova deste sábado, com 148 quilômetros de extensão e pelo menos duas subidas duríssimas de montanha, é considerada decisiva. A prova acaba no domingo, num circuito de rua com 90 quilômetros. O norte-americano admite que precisa tomar cuidado para evitar lesões. "Tenho de me lembrar o tempo todo que estamos em janeiro, e não em julho. Esta é só minha primeira corrida e eu estaria brincando se dissesse que ia chegar com tudo", completou Armstrong.Sua meta principal, reconhece, é disputar a Volta da França, prova que venceu sete vezes seguidas, entre 1999 e 2005, a fim de provar que compete limpo de doping e chamar a atenção para a batalha contra o câncer. Em fevereiro, ele disputa uma prova na Califórnia e vai se reencontrar com o companheiro de equipe Floyd Landis, que cumpriu dois anos de suspensão por doping da Volta da França de 2006, quando ficou com o título e o perdeu em seguida."Ele cumpriu a pena dele e agora está de volta ao trabalho, agora é subir na bicicleta e pedalar. É bom contar com os atletas mais fortes nas melhores provas", disse Lance, saindo em defesa do compatriota, que trabalhou como seu escudeiro em boa parte das conquistas francesas. "É preciso lembrar que muita gente acreditou na inocência dele durante o julgamento."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.