Capitão, Edu Dracena festeja melhora pessoal e do time

Zagueiro lembra do difícil início de temporada e dedica título ao filho Lorenzo, que nasceu no primeiro dia do ano

Bruno Deiro, Fábio Hecico e Sanches Filho, O Estado de S.Paulo

16 de maio de 2011 | 00h00

SANTOS

Com camisa comemorativa, sorriso estampado no rosto e soltando gritos de "é campeão", o sempre sereno Edu Dracena parecia um menino ontem. Prestes a completar 30 anos, o zagueiro ergueu sua primeira taça como capitão e fez questão de, ao melhor estilo Maguila, agradecer a todos que ficaram ao seu lado em momentos difíceis no começo da temporada, no qual a equipe sofria muitos gols e ele cometeu algumas falhas.

"Essa camisa é uma homenagem a meu filho Lorenzo, que nasceu dia primeiro de janeiro. Ele já veio iluminado. O título dedico a ele, a meus pais, a minha família, ao pessoal de Dracena (cidade do interior de São Paulo onde ele nasceu), a essa torcida maravilhosa", discursou. Seus pais e amigos estavam nas tribunas da Vila Belmiro levando carinho ao camisa 4.

"Deus foi muito bom com a gente. Estou aqui há um ano e meio e já conquisto meu terceiro título", enfatizou, lembrando do Estadual e da Copa do Brasil da temporada passada, nos quais o capitão era o atacante Robinho.

Feliz, radiante, mas sonhando com voos mais altos, Edu Dracena não esconde de ninguém que sua meta é dar a volta olímpica na Libertadores. Quarta-feira, no Pacaembu, o Santos recebe o Once Caldas, da Colômbia, e pode até empatar para avançar às semifinais.

O jogo e a data são marcantes para o zagueiro. Afinal de contas, ele completará seus 30 anos. "Será uma quarta-feira especial, dia do meu aniversário, e quem sabe não vem mais uma vitória de presente pra mim", projetou. Desde a chegada de Muricy ao Santos, a defesa passou de vulnerável e ponto de calafrio aos torcedores para uma das mais firmes do País. Dracena festeja a chegada do novo comandante e espera agora seguir subindo de produção.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.