Carioca Simão Romão é campeão do Mormaii Costão Pro

Todo o esforço do início de carreira, quando viajava por duas horas, pegando dois ônibus ou um ônibus e um trem, para sair do subúrbio de Mesquita e surfar no Arpoador parece ter feito sentido neste domingo para o carioca Simão Romão. O surfista foi campeão do Mormaii Costão Pro, evento seis estrelas do World Qualifying Series (WQS) ao derrotar o amigo Pablo Paulino, do Ceará, na decisão, por 15,16 a 7,94, com ondas de meio metro na Praia do Santinho, em Florianópolis.A vitória coroa a grande fase de Romão que com o resultado assume a vice-liderança do WQS (2.500 pontos), atrás do americano Shea Lopez (2.720). "Quero dedicar o título ao meu filho, Pedro, de cinco meses", disse o surfista que só venceu no esporte a custa de muito esforço. "Meu pai era bombeiro hidráulico. A gente morava em Mesquita e eu ia surfar no Arpoador pegando dois ônibus ou ônibus e trem", relembra.A final do Mormaii Costão Pro foi marcada pela juventude dos finalistas: Romão, de 21 anos, é conhecido por sua consistência, enquanto Paulino, de 20, tem na radicalidade a marca registrada. A competição no Santinho marcou o melhor resultado da carreira de ambos."Eu já tinha feito duas boas notas no começo, mas depois quis competir e acompanhei o Pablo na remada até o outro lado da praia. Deixá-lo sozinho na onda é o mesmo que pedir para perder", contou Romão. "Depois que ganhei ele veio me dar os parabéns. Eu disse: ´ganhei dessa vez, da próxima é você´. Somos amigos. Muitas vezes passo na casa dele de carro (Pablo mora no Rio) e vamos surfar na Prainha ou no Recreio."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.