Uli Castro/ACBF Futsal
Uli Castro/ACBF Futsal

Carlos Barbosa e Sorocaba vencem e se enfrentam na decisão do Mundial de futsal

Equipes brasileiras derrotam o Barcelona e o Bluewave Chonburi-TAI e se enfrentam na manhã deste domingo

Estadão Conteúdo

01 Setembro 2018 | 10h02

A Copa Intercontinental de Futsal terá uma final brasileira. Carlos Barbosa e Magnus/Sorocaba suaram bastante neste sábado, em Bangcoc, mas venceram Barcelona e Bluewave Chonburi, respectivamente, e vão se enfrentar na disputa do título do Mundial da modalidade. A decisão está marcada para este domingo, às 5h15 (horário de Brasília), novamente na capital da Tailândia.

No primeiro jogo do dia, Carlos Barbosa suou, mas ficou com a vaga na grande decisão ao passar pelo Barcelona por 3 a 1, de virada. Em um primeiro tempo bastante equilibrado, foi o Barcelona que saiu na frente na reta final. A cinco minutos para o fim, o brasileiro Dyego chutou cruzado e surpreendeu o goleiro para dar a liderança ao time espanhol.

A reação de Carlos Barbosa veio apenas na etapa final. Com seis minutos, após erro na saída de bola adversária, Douglinhas foi acionado e bateu para marcar. A história se repetiu a três minutos para o fim. Em novo erro espanhol, o veterano Valdin aproveitou e ainda teve calma para driblar o zagueiro antes de marcar.

O Barcelona foi para cima com o goleiro linha e chegou a ter a chance do empate em um tiro livre. Mas a 23 segundos para o fim, Bruno Souza roubou no meio da quadra e arrancou sozinho para bater para o gol vazio.

No segundo jogo, parecia que Sorocaba teria mais facilidade, mas o triunfo por 4 a 3 foi garantido somente nos minutos finais. O time brasileiro até começou melhor e largou na frente com gol de Leandro Lino, em belo chute cruzado. Mas não demorou para o adversário, dono da casa, empatar e levar a torcida ao delírio.

O Sorocaba voltou à frente ainda nos primeiros minutos, quando Marcel aproveitou cobrança de falta ensaiada e marcou quase sem ângulo. Mas dois erros na saída de bola brasileira na sequência deram ao Bluewave Chonburi as chances necessárias para buscar a virada e terminar a etapa inicial em vantagem.

Na volta do intervalo, o Sorocaba foi para cima e pressionou, mas parava em grande exibição do goleiro adversário. Até que Falcão chutou cruzado e deixou tudo igual. Quando a prorrogação parecia garantida, a pouco mais de um minuto para o fim, Marcel aproveitou passe de Rodrigo, balançou a rede e garantiu a classificação.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.