Luiz Pires/Vipcomm
Luiz Pires/Vipcomm

Carlos Barbosa empata e está na final da Copa Intercontinental

Equipe gaúcha fica no 2 a 2 com o El Pozo e se classifica graças ao fair-play

MARCIO DOLZAN, O Estado de S. Paulo

29 de junho de 2013 | 19h25

SÃO PAULO - A equipe gaúcha do Carlos Barbosa sofreu, saiu perdendo por 2 a 0 para o El Pozo, mas conseguiu buscar o empate no segundo tempo e garantiu uma das vagas à final da Copa Intercontinental, torneio que está sendo disputado em Greensboro, na Carolina do Norte, e que equivale ao mundial de clubes de futsal.

Depois de um primeiro tempo apático, que terminou com vitória parcial dos espanhóis por 2 a 0 - Juampi e Adri marcaram -, o Carlos Barbosa voltou melhor na etapa final. Flávio descontou em um belo gol de letra aos 4min, enquanto Luizinho marcou o gol de empate aos 15min.

Com o resultado, as duas equipes fecharam o Grupo 1 empatadas no saldo de gols, no número de gols marcados e também no número de gols sofridos. O desempate acabou acontecendo pelo critério de fair-play, e nesse aspecto deu Carlos Barbosa, que levou dois amarelos nas duas partidas, enquanto o El Pozo tomou quatro.

Após a partida, em entrevista à rádio Estação, de Carlos Barbosa, jogadores e comissão técnica reconheceram o primeiro tempo ruim, mas destacaram a mudança de postura do time na etapa complementar. "Nossa equipe foi melhor no segundo tempo, colocando o pé na bola, indo em busca do gol o tempo inteiro", avaliou o ala Luizinho. "No intervalo nós acertamos o que deu errado no primeiro tempo, e aí apareceu a garra e a vontade dos jogadores. Merecidamente, chegamos à final, que era nosso objetivo. Agora, qualquer que seja o adversário, será um jogo dificílimo", avaliou o técnico Paulo Cesar Mussalem, que se mostrou preocupado com o desgaste físico dos jogadores.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.