Carpegiani admite: ''Não tivemos competência''

O São Paulo mostrou um futebol irregular. As mudanças para que o time não perdesse o poder ofensivo mas principalmente ganhasse mais consistência na defesa não tiveram muito resultado prático. Mesmo assim, o time criou algumas chances mas parou nas boas defesas do goleiro Júlio César (ex-Santo André). Para o técnico Paulo César Carpegiani, a boa atuação do goleiro do Botafogo não pode servir de justificativa para a terceira derrota do time no Campeonato Paulista. "Não tivemos competência para vencer. O adversário, que teve menos posse de bola e chutou menos a gol, foi mais competente na hora da finalização. Às vezes é assim mesmo que acontece, o time criar chances e parar no goleiro. Mas isso não serve como desculpa."

, O Estado de S.Paulo

07 de fevereiro de 2011 | 00h00

Depois Carpegiani elogiou o time, mas admitiu que ele está longe do ideal. "Tecnicamente, são bons jogadores, mas têm de participar mais do jogo. E a minha obrigação é fazer com que esse time seja mais competitivo."

O meia Marcelinho Paraíba, que entrou no segundo tempo no lugar de Rivaldo e fez o gol no final, concordou em parte com o treinador. Para ele, faltou um pouco mais de determinação. "Acho que faltou um pouquinho de garra, de luta. Quando o São Paulo coloca isso em campo, a gente consegue ser superior a muitas equipes, até porque tem um elenco muito qualificado tecnicamente. Mas faltou mais vontade", disse, ao deixar o campo. Ele espera começar jogando no clássico de domingo, contra a Portuguesa, no Canindé.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.