Carpegiani promete ousadia no clássico de domingo

Se depender do entusiasmo e do discurso de Paulo César Carpegiani, o São Paulo encerra no domingo o jejum de vitórias sobre o Santos na temporada. A equipe, que neste ano já acumula quatro derrotas seguidas para o rival (três no Campeonato Paulista e uma no Brasileiro), entrará em campo com o objetivo de "ganhar ou ganhar", segundo seu treinador.

Raphael Ramos, O Estado de S.Paulo

13 de outubro de 2010 | 00h00

E de fato não há outra alternativa para que o time do Morumbi continue sonhando com uma vaga na próxima Libertadores. Restando nove jogos para o fim do Brasileiro, o São Paulo é o 10.º colocado, com 41 pontos, 8 a menos que o 3.º colocado, o Corinthians. "Se quisermos aspirar alguma coisa, temos de pensar em vencer em qualquer situação, seja dentro ou fora de casa, independentemente do adversário", disse Carpegiani. "Qualquer coisa que não seja a vitória vai nos deixar em situação incômoda."

Apesar de não revelar suas projeções matemáticas para a Libertadores, o treinador trabalha com a hipótese de sua equipe triunfar domingo e boa parte dos rivais que estão à sua frente tropeçar, assim como na última rodada, quando o São Paulo bateu o Grêmio Prudente por 3 a 2 e Fluminense, Corinthians, Botafogo, Atlético-PR, Grêmio e Palmeiras não venceram suas partidas. "Vejo a possibilidade de o campeonato se abrir novamente."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.