Carteirinhas de escolas não serão aceitas no Mundial

Outra alteração incluída ontem no projeto da Lei Geral da Copa cria uma espécie de monopólio de carteiras estudantis, atendendo a reivindicação da União Nacional dos Estudantes (UNE). Além desta entidade, só serão válidas nos eventos da Fifa carteiras emitidas por associações nacionais, estaduais ou municipais de estudantes e por diretórios centrais de estudantes. Com isso, carteirinhas emitidas por escolas não poderão ser usadas para a compra de ingressos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.