Cartolas abusam de botinadas

A troca de árbitro na véspera do jogo decisivo poderia transformar-se em ato histórico de lisura das entidades que comandam o futebol. Mas, pela forma como agiram, cartolas saíram do episódio como zagueiros pernas-de-pau. Em vez de líderes preocupados com a moralidade esportiva, deixaram no ar a impressão de que lhes faltou técnica, e apelaram para as caneladas.O silêncio de FPF e CBF desde sábado só fez engordar especulações em torno dos motivos que levaram ao afastamento de Wagner Tardelli. Era obrigação, e gesto democrático, que ambas viessem a público manifestar-se. No mínimo por meio de porta-vozes que apresentassem explicações claras e respondessem a todas as dúvidas. Na FPF, nada. Na CBF, uma nota na internet e... vida que segue.As justificativas de Marco Polo, ontem, não desataram o imbróglio. Já a CBF lavou as mãos - o que não surpreende. Uma coisa é certa: não há mais ingressos disponíveis para os shows da Madonna no Morumbi e no Maracanã. E tem assim de gente querendo convite!

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.