CAS amplia suspensão de barreirista turca por doping para 3 anos

Dona de dois títulos europeus nos 100 metros com barreiras, Nevin Yanit teve a sua suspensão por doping ampliada de dois para três anos pela Corte Arbitral do Esporte (CAS, na sigla em inglês), em veredicto anunciado nesta sexta-feira.

Estadão Conteúdo

06 de março de 2015 | 13h40

Yanit foi inicialmente banida por dois anos pela Federação Turca de Atletismo em 2013, após testar positivo para substâncias proibidas em exame antidoping realizado durante competição em Dusseldorf, na Alemanha.

A Associação Internacional de Federações de Atletismo disse que a turca tinha "vários resultados positivos", e apelou à CAS com a intenção de aumentar a suspensão para quatro anos.

O painel da CAS explicou que Yanit usou duas substâncias proibidas, estanzolol e testosterona, em várias ocasiões entre agosto de 2012 e fevereiro de 2013. Além disso, afirmou que a atleta recorreu ao doping sanguíneo.

Yanit ganhou a disputa dos 100 metros com obstáculos nas edições de 2010 e de 2012 do Campeonato Europeu de Atletismo. O início da sua suspensão é retroativo a 6 de março de 2013.

Tudo o que sabemos sobre:
atletismodopingNevin YanitCAS

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.