CAS nomeia responsáveis por caso de Alberto Contador

Entidade espera apontar veredicto antes da edição 2011 da Volta da França, prevista para 2 de julho

AE-AP, Agência Estado

27 de abril de 2011 | 09h23

A Corte Arbitral do Esporte (CAS, na sigla em inglês) nomeou os três membros do painel que vai analisar o caso de doping de Alberto Contador e disse que espera apontar um veredicto antes da Volta da França, que acontecerá em julho. O advogado israelense Efraim Barak vai presidir o painel, que também inclui o suíço Quentin Byrne Sutton e o alemão Ulrich Haas.

A CAS não fixou uma data para o encerramento do caso, mas reiterou sua intenção de emitir uma decisão antes do início da edição de 2011 da Volta da França, que tem início previsto para o dia 2 de julho. Contador é o atual campeão da prova. "A CAS prevê a realização de uma audiência em junho, o que permitiria a resolução do litígio antes do final de junho", disse o tribunal em uma nota oficial.

A União Ciclística Internacional (UCI) e a Agência Mundial Antidoping (Wada, na sigla em inglês) apelaram contra a absolvição de Alberto Contador pela Federação Espanhola de Ciclismo da acusação de doping. Um tribunal espanhol aceitou a defesa de Contador, na qual ele afirmava ter consumido inadvertidamente a substância proibida clembuterol de uma carne contaminada durante a última edição da Volta da França.

Segundo as regras da CAS, cada uma das partes envolvidas em um processo podem escolher uma pessoa para trabalhar com o presidente nomeado pelo tribunal. A equipe que defende Contador selecionou Haas, enquanto a UCI e a Wada escolheram Byrne Sutton. Contador pode continuar competindo até o veredicto, e irá participar do Giro d''Italia na próxima semana.

Tudo o que sabemos sobre:
ciclismodopingAlberto ContadorCAS

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.