Felipe Trueba/EFE
Felipe Trueba/EFE

Casillas admite chegar à seleção em momento difícil

Goleiro diz que falta de ritmo pode atrapalhar seu desempenho na Copa das Confederações

RAPHAEL RAMOS, Agência Estado

15 de junho de 2013 | 19h13

RECIFE - O goleiro Casillas reconheceu neste sábado que não está em uma situação muito confortável na briga por uma vaga na seleção espanhola para a partida deste domingo contra o Uruguai, na Arena Pernambuco, na abertura do Grupo B da Copa das Confederações. O jogador do Real Madrid fraturou a mão esquerda em janeiro, em uma partida contra o Valencia, e só voltou a jogar no dia 8 de junho, em um amistoso contra o Haiti, em Miami. Ele disputa posição com Victor Váldes, do Barcelona.

"Chego em um momento muito difícil. Os outros jogadores estão em um ritmo diferente. Mas desde 4 de junho (dia em que a seleção espanhola iniciou os treinos para a Copa das Confederações) venho me esforçando para chegar junto com os outros atletas", disse Casillas.

Independentemente da sua escalação ou não, o goleiro prevê um jogo de altíssimo nível neste domingo. "São dois favoritos a passar para a próxima fase. Vai ser uma partida muito bonita pelas equipes e os jogadores que estarão em campo. Tenho certeza que vai ser um jogo maravilhoso, um espetáculo", afirmou Casillas.

Ele, inclusive, não vê problemas no fato de o Uruguai adotar uma postura mais defensiva, à espera da Espanha. "A gente sempre vai encontrar equipes que vão marcar forte e, por isso, termos de buscar os espaços", explicou Casillas, que foi titular e capitão da Espanha nas últimas conquistas, a Copa do Mundo de 2010 e a Eurocopa de 2012.

Diplomático, o goleiro evitou críticas à infraestrutura de Pernambuco. Desde a sua chegada ao Estado, na última quarta-feira, a seleção espanhola tem sofrido muito com o trânsito. A delegação está hospedada no bairro de Boa Viagem e treinou dois dias no CT do Náutico, localizado em Guabiraba. Mesmo escoltado por batedores da polícia, o ônibus demora aproximadamente 40 minutos para fazer o trajeto.

Neste sábado, o time fez um treino de reconhecimento do gramado da Arena Pernambuco, que fica no município de São Lourenço da Mata, distante 19 quilômetros do Recife. "Temos de nos adaptar aos deslocamentos, mas a seleção espanhola está muito satisfeita", disse Casillas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.