Divulgação/Porto
Divulgação/Porto

Casillas desmente aposentadoria após enfarte: 'Deixem que eu anuncie a notícia'

Goleiro do Porto diz que está 'tudo muito bem'. Ele sofreu enfarte no dia 1º de maio

Redação, Estadão Conteúdo

17 de maio de 2019 | 12h34

Recuperando-se de um enfarte sofrido durante um treinamento do Porto no último dia 1º, o goleiro espanhol Iker Casillas se pronunciou nesta sexta-feira, via redes sociais, para negar que anunciará a sua aposentadoria em breve. A especulação em torno do fim da carreira do atleta de 37 anos surgiu já na época do incidente.

"Haverá um dia em que terei que me aposentar. Deixem que eu anuncie a notícia quando chegar esse momento. Por agora, tranquildade. Ontem (quinta-feira) fiz uma revisão com o Dr. Filipe Macedo. Tudo muito bem. Essa sim é uma grande notícia que queria compartilhar com todos", escreveu o espanhol em sua conta pessoal no Twitter.

O goleiro passou mal durante o treinamento do Porto no último dia 1º e foi levado às pressas para um hospital da Cidade do Porto, onde foi submetido a uma cirurgia. Recuperado e sem sequelas, foi liberado após cinco dias internado. Na saída do hospital, Casillas falou com a imprensa e despistou sobre aposentadoria, mas o tempo de recuperação o obrigará a ficar afastado do esporte por alguns meses.

Nesta sexta-feira, o espanhol apareceu no treinamento de seus companheiros, que neste sábado farão o clássico contra o Sporting Lisboa, em casa, pela 34.ª e última rodada do Campeonato Português. Com dois pontos a menos que o Benfica (84 a 82), o time da Cidade do Porto tem de vencer e torcer por um tropeço do rival contra o Santa Clara, em Lisboa, para ser campeão nacional.

Na quinta-feira, em entrevista a um jornal português, o presidente do Porto, Pinto da Costa, disse que o goleiro espanhol ainda tem um ano de contrato e que a vontade é que permaneça "na estrutura do FC Porto", seja como dirigente ou membro da comissão técnica. "E não é apenas mais um ano. O Casillas é um dos nossos e terá sempre lugar no Porto", afirmou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.