AO VIVO

Confira tudo sobre a Copa do Mundo da Rússia 24 horas por dia

?Caso Vanderlei? pode levar 4 meses

O caso do maratonista Vanderlei Cordeiro de Lima corre o risco de se arrastar até o final do ano nas cortes antes que uma decisão seja anunciada. Caso o Comitê Olímpico Brasileiro (COB) decida recorrer à entidade com sede na cidade de Lausanne, terá um prazo inicial de 60 dias para entregar a documentação sobre a queixa. Mas informações de conselheiros do Tribunal Arbitral do Esporte, na Suíça, apontam que uma decisão sobre o incidente que tirou a vitória do brasileiro na maratona da Olimpíada de Atenas, no último domingo, poderá levar até quatro meses para ser declarada. Nos escritórios da Corte, os funcionários e conselheiros se recusam a prever o que ocorrerá com o maratonista brasileiro. Apenas se limitam a explicar que, caso o processo chegue à entidade, três árbitros seriam escolhidos para avaliar a situação. O Brasil, por ser parte interessada no processo, teria direito a apontar um dos três árbitro. A escolha, porém, teria de ser feita a partir de uma lista de 250 possíveis juízes indicados pela Corte. Haveria ainda outros 60 dias para que contra-argumentos sejam apresentados, tanto por concorrentes de Vanderlei Cordeiro de Lima como pelos organizadores da prova. Uma audiência em Lausanne ainda seria convocada para ouvir as partes. Em quase vinte anos de existência, a Corte já julgou cerca de 700 casos. Apenas 50 deles, porém, foram disputas que ocorreram em eventos olímpicos.

Agencia Estado,

30 Agosto 2004 | 15h10

Mais conteúdo sobre:
olimpíada 2004 olimpíada

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.