Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Cavaleiro cai e morre durante a prova nos Jogos Asiáticos

O cavaleiro sul-coreano Kim Hyung-chil morreu nesta quinta-feira, depois de cair de seu cavalo durante a disputa de cross country da prova do concurso completo de equitação (CCE) dos Jogos Asiáticos, que estão denso disputados em Doha, no Catar. Kim morreu na hora, atingido na cabeça por seu cavalo, Bundaberg Black, que escorregou na pista molhada quando tentava saltar um obstáculo, e deu um giro completo no ar antes de cair. O cavaleiro, que tinha 47 anos, disputava os Jogos Asiáticos pela quarta vez, e tinha ficado com a medalha de prata, montando o mesmo cavalo, na último edição, em 2002, em Busan, na Coréia do Sul. Filho de um dos pioneiros do esporte na Coréia do Sul, Kim era considerado atualmente o principal ginete do país. "Não posso acreditar nisso, é uma perda enorme para o hipismo sul-coreano", disse seu colega Lee Jae-hoon. O cavalo não sofreu nenhuma lesão grave.Os médicos tentaram salvar Kim, mas ele já não tinha pulso quando foi atendido. Levado a um hospital, teve sua morte declarada horas depois. Ele era o 11.º cavaleiro a saltar na prova, que foi cancelada após o acidente. A equipe da Coréia do Sul afirmou que pensa em abandonar as competições de hipismo, em luto pela morte do companheiro e em protesto pelas más condições da pista, devastada pelas chuvas. "Não tenho certeza de que meus atletas voltarão para casa seguros", disse a chefe da equipe, Chung Hyun-sook.O vice-presiente da Federação Eqüestre Internacional (FEI), Christopher Hodson, afirmou que a entidade vai investigar para saber se houve negligência dos organizadores, por permitir a disputa com a pista em condições ruins por causa da chuva. "Ele foi o 11.º a entrar na pista, e os outros dez cavaleiros completaram o percurso normalmente", afirmou.Segundo o Comitê Organizador, foi a primeira vez que um atleta morreu em ação na história dos Jogos Asiáticos, iniciados em 1951. A edição de Doha, no entanto, já havia registrado a morte de um voluntário na semana passada, em conseqüência de um acidente de trânsito.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.