Cavaleiro norueguês perde bronze em Pequim por doping

A Federação Internacional de Hipismo cassou a medalha de bronze conquistada pelo cavaleiro norueguês Tony Andre Hansen na prova por equipes nos Jogos Olímpicos de Pequim, disputada em agosto deste ano. A entidade anunciou nesta segunda-feira que exames antidoping detectaram a presença da substância capsaicina, um analgésico proibido, no cavalo montado pelo atleta. Em razão do episódio, Tony Hansen foi desclassificado da competição e foi banido do esporte por quatro meses e meio. Com a desclassificação de Hansen e a conseqüente perda dos pontos na prova, os cavaleiros Morten Djupvik, Stein Endresen e Geir Gulliksen, que integravam a equipe do atleta, também perderam as medalhas.A cassação do bronze da Noruega deixará a equipe da Suíça, quarta colocada na prova, com o terceiro lugar. Os Estados Unidos foram os campeões, seguidos do Canadá, que faturou a prata.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.