Divulgação
Divulgação

CBAt confirma mais um doping no atletismo brasileiro

Daniel Lopes Ferreira, 41, foi pego no exame para anfetamina, estimulante proibido para competições

AE, Agência Estado

24 de setembro de 2009 | 16h54

A lista de casos de doping no atletismo brasileiro não para de crescer. Nesta quinta-feira, a Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt) confirmou que o fundista Daniel Lopes Ferreira testou positivo para a substância proibida anfetamina, por meio dos compostos mefemtermina e femtermina.

Com 41 anos, o atleta foi flagrado em exame após o Circuito de Corrida e Caminhada da Longevidade, realizado em Bauru no dia 9 de agosto deste ano. A CBAt recebeu o resultado do teste em 15 de setembro e informou seis dias depois o atleta, que abriu mão da confidencialidade nesta quinta-feira.

Agora, Daniel Lopes Ferreira tem até 28 de setembro para apresentar as justificativas e solicitar a verificação da contraprova do exame de urina.

Este foi o 13.º caso de doping confirmado pela CBAt nos últimos meses e o quinto nos últimos dias, em escândalo que ganha cada vez proporções mais assustadoras. Nesta quarta-feira, veio a confirmação de que a fundista juvenil Jenifer do Nascimento Silva, de 18 anos, testou positivo para a substância proibida isometepteno, muito comum em analgésicos.

Outros três casos haviam sido confirmados na terça-feira, todos flagrados no Campeonato Sul-Americano do Peru, disputado em junho: João Gabriel dos Santos, do salto com vara, Leonardo Elisário, do salto triplo, e Fernanda Gonçalves, do salto em distância.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.