CBAt discute destino dos recursos para 2006

O objetivo do atletismo brasileiro nos Jogos Pan-Americanos de 2007, no Rio, é bater o recorde de medalhas na história de participação da modalidade: 16 (7 de ouro, 5 de prata e 4 de bronze), ganhas em Winnipeg, em 1999. A Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt) voltou a programação de 2006 para preparar os atletas ao Pan. A entidade estima poder contar com um orçamento de R$ 14 milhões este ano, incluindo R$ 9 milhões do patrocinador principal, a Caixa Econômica Federal.Os programas em que os recursos serão aplicados serão definidos até domingo, pelo III Fórum de Atletismo,em São Paulo. Mas nesta sexta já foram aprovados programas de apoio a atletas de alto nível, jovens talentos e para treinadores. Os atletas receberão de R$ 3 mil (medalhistas em Mundiais e Olimpíadas) a R$ 400,00 por mês, de acordo com resultados individuais.?Cada treinador dirá o que quer para que o seu atleta chegue bem ao Pan e a CBAt vai garantir?, afirmou, em São Paulo, o presidente da CBAt Roberto Gesta de Melo. ?A prioridade é o Pan-Americano do Rio. Temos de fazer muito bonito em casa. Mas todo o trabalho terá desdobramentos para a Olimpíada de Pequim, em 2008?, disse Gesta.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.