CBAt oferece R$ 10 mil a atletas por ouro no Pan-Americano

Competição oficialmente amadora, os Jogos Pan-Americanos premiam apenas com medalhas, e para estimular o esforço de seus comandados, a Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt) decidiu recompensar com R$ 10 mil cada medalha de ouro que for conquistada na competição, que será disputada de 13 a 29 de julho, no Rio de Janeiro."Estes prêmios são um incentivo a mais aos atletas", admitiu o presidente da CBAt, Roberto Gesta de Melo. Os medalhistas de prata receberão R$ 7 mil, e os de bronze, R$ 5 mil. Haverá prêmios também para os recordes: uma marca mundial valerá R$ 50 mil, enquanto o recorde pan-americano, mais fácil de obter, será recompensado com R$ 4 mil - o sul-americano vale R$ 3 mil e o brasileiro, R$ 2 mil.A premiação será maior para quem se destacar na principal competição de atletismo do ano, o Mundial de Osaka, no Japão, de 24 de agosto a 2 de setembro: o título mundial valerá ao atleta um prêmio de R$ 15 mil - R$ 12 mil para o vice e R$ 10 mil para o terceiro colocado. A verba sairá do patrocínio que a CBAt recebe da Caixa Econômica Federal.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.