Dida Sampaio/Estadão
Dida Sampaio/Estadão

Por Rio-2016, CBB assina convênio de R$ 7 milhões com o governo

Acordo com Ministério do Esporte vale para a seleção masculina

Estadão Conteúdo

28 de julho de 2015 | 12h20

O Ministério do Esporte divulgou nota oficial nesta terça-feira para confirmar que assinou, na última segunda, um convênio de cerca de R$ 7 milhões com a Confederação Brasileira de Basquete (CBB). O valor será destinado para auxiliar na preparação da seleção masculina da modalidade até a Olimpíada de 2016, no Rio.

O presidente da CBB, Carlos Nunes, se encontrou com o ministro do Esporte, George Hilton, na última segunda, quando ficou acordado que a CBB já receberá uma primeira parcela de aproximadamente R$ 2,5 milhões, que será usada para a Copa América, competição marcada para a Cidade do México, entre 31 de agosto e 12 de setembro, e que serve como Pré-Olímpico.

A Copa América dá duas vagas aos finalistas aos Jogos do Rio, sendo que o terceiro colocado da competição terá de disputar uma vaga na repescagem, no Pré-Olímpico Mundial, que ocorrerá entre 4 e 11 de julho de 2016. Já a Copa América feminina, que será entre os próximos dias 9 e 16 de agosto, classifica apenas a campeã para a Olimpíada, enquanto as seleções que ficarem na segunda, terceira e quarta colocações seguem para a repescagem olímpica.

Mesmo que não se classifique por meio desta competições, o Brasil ainda poderia disputar os torneios olímpicos da modalidade através de convites da Federação Internacional de basquete (Fiba), mas para isso a CBB precisa pagar uma dívida próxima de U$S 1 milhão relativa ao "convite" que a entidade ganhou para que a seleção masculina disputasse o Mundial do ano passado, na Espanha. Por causa da dívida ainda não quitada, a Fiba ameaça cortar as duas vagas (masculina e feminina) que o Brasil teria direito no basquete por ser sede da Olimpíada.

A CBB tenta parcelar essa dívida e, segundo Carlos Nunes, o problema poderá ser solucionado em reunião do Comitê Executivo da Fiba, no próximo dia 7 de agosto, em Tóquio. Para os dias 8 e 9 de agosto, por sinal, o Brasil tem amistosos marcados respectivamente contra Uruguai e Argentina, em Brasília.

Na semana passada, mesmo sem contar com os jogadores que atuam na NBA, a seleção brasileira masculina faturou a medalha de ouro dos Jogos Pan-Americanos de Toronto, enquanto a equipe feminina do País terminou em quarto lugar na competição realizada uma semana mais cedo, no Canadá.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.