CBF cria banco de dados para formar base da seleção olímpica

Vice-campeã mundial com o time sub-20 e fora da decisão dos Jogos Pan-Americanos de Toronto com um grupo formado por atletas sub-22, a seleção brasileira já está sendo montada para a Olimpíada do Rio-2016. A informação foi dada no Canadá pelo técnico Rogério Micale, que nesta quinta-feira revelou que a CBF está elaborando um banco de dados com informações de 30 jogadores que estão em idade olímpica e poderão servir ao técnico Dunga.

MARCIO DOLZAN, Estadão Conteúdo

23 de julho de 2015 | 23h12

"A gente vai criar um plano de captação, onde vamos ter um banco de dados com no máximo 30 jogadores de excelência", destacou Micale. "O Andrey (Lopes, auxiliar técnico de Dunga) está aqui e os jogadores foram observados. A gente colocou todo mundo para jogar. (O banco de dados) é um grupo que já existe uma prévia seleção do Dunga."

Segundo Rogério Micale, a intenção da CBF é focar em um grupo mais limitado de jogadores em função do pouco tempo disponível para treinamentos. "Na seleção brasileira, principalmente na hora que afunila, como afunilou hoje (quinta), você precisa de qualidade e conjunto para as coisas funcionarem. Às vezes só a qualidade tem demonstrado que não está funcionado. E a gente pretende implantar isso", declarou.

"No Brasil, toda hora aparece um Neymar, mas um Neymar entre aspas. O cara começa a fazer gol lá no Amazonas e dizem que surgiu um novo Neymar, que tem que ir para a seleção brasileira, que tem que convocar, e aí você foge do princípio de ter um grupo de jogadores para você dar lastro de treinamento. É lógico que sempre está aberto, nunca vai estar fechado, mas tem que priorizar aqueles que estão se destacando", considerou Micale.

Ainda de acordo com o técnico, a intenção da CBF é que o técnico Dunga passe a treinar a equipe olímpica nos jogos que não coincidirem com os da seleção principal (datas Fifa). Nessas ocasiões, o comando continuará sendo de Micale.

Tudo o que sabemos sobre:
Jogos Pan-AMericanosfutebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.